segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

No começo tudo são flores!

Essa é uma frase bem comum nos relacionamentos amorosos, as pessoas tendem a dizer que no inicio tudo é ótimo e vai de bem a melhor e que depois, com o tempo, o desgaste, a rotina e até mesmo a intimidade, porque não, toda essa maravilha de começo de relacionamento tende a sumir.
Porém, se pensarmos bem, isso ocorre praticamente em toda e qualquer relação e não apenas nos relacionamentos amorosos.
Pra confirmar isso basta que você pare por 5 minutos e pense o que fez você terminar seu último namoro, sair do se último emprego ou brigar com seu melhor amigo (a) e em paralelo a isso pense como era a relação quando você começou a namorar, conseguiu o emprego ou conheceu esse seu amigo (a).
Certamente há uma grande diferença do inicio pro final dessa relação hein?  Pois é, isso só nos confirma o título do texto, pois quanto mais pensamos em tudo temos a certeza que sim, NO COMEÇO TUDO SÃO FLORES.
Ótimo, isso nós já sabemos e a questão principal agora é como evitar que as flores fiquem só no começo? Como fazer para que as relações perdurem com o mínimo de carinho e entusiasmo que havia no inicio das mesmas?
Para tentar responder a essa questão vamos voltar ao inicio do texto quando citei alguns dos fatores que ‘afastam as flores’ dos relacionamentos ou se preferir dizer, acaba com eles.
Pois bem, o 1º fator citado foi o tempo, e sinto informar que contra esse não há armas e se alguém tiver alguma, por favor, me avise, pois faz 20 anos que estou à procura delas.
E como não dispomos de armas contra o tempo esse só serve de palco para que os outros “atores” possam atuar. Esses atores a que me refiro são os outros fatores que citei que aparecem junto com o tempo e que geralmente atuam para o desgaste das relações. Mas antes de falar deles quero deixar claro que o tempo por si só não acaba com os relacionamentos, o que faz com que isso aconteça são seus próprios integrantes, são as próprias pessoas que acabam com suas relações quando deixam que coisas como a rotina, por exemplo, desgaste sua relação, seja lá com quem for.
Mas como fugir da rotina? É simples, inove! Seja criativo, tente fazer as mesmas coisas de formas diferentes e coisas diferentes da mesma forma, usando sua singularidade.

Não gaste, invista na sua relação, mas não faça isso só enquanto estiver paquerando aquele homem ou aquela mulher, ou enquanto estiver se preparando pra entrevista de emprego ou quando se deparar com alguém tão especial que você faz questão de ter em seu meio. Não! Faça isso todos os dias. Faça isso todas as vezes que encontrar com seu/sua namorado(a), faça isso todos os dias que sair pra trabalhar, faça isso todos os dias que seu amigo(a) lhe ligar pra sabe como estão as coisas. Surpreenda-os, invista em vocês!
O outro fator que citei e que sem duvidas é muito importante é a intimidade dentro dos relacionamentos. E ai você deve ta penando “como algo que se faz necessário para que o relacionamento ocorra pode acabar com ele?” Pois saiba que PODE!
E é ai que está o grande problema, pois ninguém percebe a intimidade como um inimigo e por isso não procura se proteger dela. Quando nos damos conta, já somos mais uma “vitima”.
Pois bem, vamos pensar onde e como a intimidade pode ser um problema dentro das relações...
A resposta pra isso é simples a intimidade só se torna um problema dentro das relações quando ela invade a PRIVACIDADE das pessoas. É lógico que pra que um relacionamento exista de forma saudável é necessário que se tenta intimidade com o outro, pois isso vai facilitar e muito o convívio, já que é só com a intimidade que as pessoas se sentem verdadeiramente a vontade perto das outras, fazendo com que essas brinquem, falem o que pesam, contem coisas sobre si, etc.
Porem é preciso ter cuidado e deixar bem claro os limites dentro de qualquer relação, para que não se perca a privacidade. É bem comum que com o passar do tempo, as pessoas se sintam tão intimas, mas tão intimas das outras que se acham no direito de invadir a privacidade alheia. Cuidado, pois esse é um dos principais fatores responsável pelo de fim/desgaste dos relacionamentos.
Queridos leitores, não é porque vocês namoram há muito tempo, ou porque estão em um mesmo emprego a vida toda, ou ainda porque têm um amigo (a) de infância, que vocês tem o direito de invadir o espaço deles. Quando digo espaço me refiro a coisas simples, mas que muitas vezes nos dão a sensação de uma imensa invasão de privacidade por parte do outro, como: atender o seu celular ou ver mensagens sem autorização, ler anotações (mesmo, e às vezes principalmente, se forem bobagens), fuçar arquivos no computador, entrar nas redes sociais (Orkut, Msn, Facebook, etc.), entrar em lugares reservados como banheiro ou quarto sem avisar, querer saber de tudo, tudo, tudo mesmo sobre a vida e os “segredos” do outro (existem coisas que não se divide não por falta de confiança no outro, mas simplesmente é algo pessoal e você não quer e tem todo o direito de não dizer), entre outras coisas.
É óbvio que existem pessoas que verdadeiramente não se importam como nada, absolutamente nada disso, pelo contrário, até se sentem bem em dividir essas coisas com quem esta por perto, mas é importante ter clareza que as pessoas são diferentes e que se você gosta ótimo, mas que quem esta ao seu lado não é obrigado a gostar.
Então não venha querer usar suas informações como moeda de troca: “ah, mas EU deixo você fazer isso!”, você deixa? Já disse ÓTIMO, mas não queira que o outro deixe você fazer com ele o que você o deixa fazer com você. Afinal, você é você e ele é ele.
Não se valha de trocas desse tipo, “ah, eu disse, você vai ter que dizer também”, geralmente esse tipo de coisa não trás bem nenhum a relação, pois as vezes o companheiro se sente pressionado a fazer algo que não quer apenas pra retribuir um comportamento seu.   
Pessoal, não pensem que segredos ou senhas de Orkut são provas de amor e confiança que não são!  Isso apenas são detalhes completamente dispensáveis numa relação. Em que vai melhorar teu namoro saber a senha do Orkut do teu namorado (a)? Isso não é sinônimo de confiança dentro de uma relação!
A dica pra manter as flores em suas relações resume-se em uma palavra: RESPEITO. Afinal sem ele qual relação vai adiante, né?
Olhe mais pra quem ta ao seu lado, perceba o que ele/ela quer e quando quer, não force a barra, não pressione, saiba entender e respeitar o momento do outro.
Seu/sua namorado (a) tinha uma vida antes de você, então saiba entrar e melhorar essa vida e não administrar ela.
A empresa que você trabalha já existia antes de você e as pessoas que trabalham lá tem uma vida própria, pessoal, não se aproprie da vida alheia.
Seu melhor amigo (a) tem problemas, tem momentos, tem uma vida, seja realmente um amigo(a) e saiba respeitá-lo em sua singularidade.

Quer manter as flores em seus relacionamentos?
Ótimo, então respeite as pessoas e a si mesmo, pois é você que decide entre matá-las ou regá-las.


 Luana Melo 

5 comentários:

  1. O texto está muito bom!!!
    Realmente é um desafio manter as flores que o início de qualquer relacionamento traz...Muito boas as reflexões!! Só cito uma: "Pessoal, não pensem que segredos ou senhas de Orkut são provas de amor e confiança que não são!"

    show de bola!

    ResponderExcluir
  2. ashuashusahsau eu rí muito! Excelente texto =D

    "...Mas como fugir da rotina? É simples, inove! ..." Pura verdade =P

    "...ler anotações (mesmo, e às vezes principalmente, se forem bobagens), fuçar arquivos no computador, ..." Familiar isso... huhuhu

    "...Olhe mais pra quem ta ao seu lado, perceba o que ele/ela quer e quando quer, não force a barra, não pressione, saiba entender e respeitar o momento do outro. ..." Smack!! =P

    ResponderExcluir
  3. Que lindoo Lua, amei o texto!
    Parabéns
    :D

    ResponderExcluir
  4. Adorei o texto está show de bola ..

    ResponderExcluir
  5. Luana parabéns, ótimo texto, só não entendie a última imagem!

    ResponderExcluir